Em um

post anterior

eu rascunhei o processo da

Inspeção Veicular Ambiental

:

  1. O dono do carro paga a taxa da inspeção.
  2. O dono do carro seleciona um posto de inspeção e agenda-a.
  3. O dono do carro leva o carro até o posto de inspeção na data marcada.
  4. O inspetor examina o carro.
  5. Se houver irregularidades, o carro é reprovado e um laudo, que inclui as prováveis causas) é emitido e entregue ao dono do carro. O dono tem 30 dias para efetuar os reparos e trazer o veículo para re-inspeção.
  6. Se não houver irregularidades, o carro é aprovado e um selo é colado no para-brisa do veículo.

Agora eu vou transformar isso em um fluxo de trabalho usando a notação BPMN, v2., com o Bonita 5.9 que eu instalei no último post.

Business Process Model & Notation

Grosso modo,

BPMN

é a

linguagem

usada para desenhar fluxos de trabalhos (ou

workflows

.)

Muitas ferramentas são baseadas em workflows hard-codeds, isto é, fluxos de trabalhos embutidos no software programaticamente. Por exemplo, o SugarCRM tem o fluxo de manuseio do cliente programado em sua estrutura (hard-coded), e qualquer mudança requer compreensão do código-fonte dele. O mesmo vale para a maioria dos ERPs.

BPMN, em tese, permite que fluxos sejam desenhados em alto nível e deixa a um software especial, chamado motor de fluxo de trabalho (workflow engine), a responsabilidade em executar o fluxo.

O Bonita Studio é a peça da suite BOS na qual desenhamos os fluxos.

Fluxo do Zero

Abra o Studio clicando no ícone do BOS instalado:

Abrindo o BOS 5.9

Depois que o Studio abrir, clique no ícone de New, na barra de ferramentas. Um novo processo “em branco” vai ser criado:

Clique em New para criar um processo “em branco.”

Vamos dar um nome ao processo: clique em qualquer área branca, para limpar a seleção da piscina (pool) – como a área marcada em vermelho. Depois clique o botão Edit, marcado em verde na figura abaixo, e entre um nome (como Inspeção Veicular Anual.) E não se esqueça de salvar, clicando no ícone do diskete (diskete? alguém ainda lembra disso?)

Altere o nome do processo: desmarque a piscina e clique em Edit. Ao final, salve.

Desenhando o Processo

O livro

Real-Life BPMN

diz que os processos devem ser desenhados pensando-se sempre no cliente, e que cada cliente tem um nível de detalhamento. O primeiro cliente é o dono do processo, e para ele basta – no início – o fluxo geral e sem tratamento de erros.

Para desenhar um processo usando o BOS pouse o mouse sobre a tarefa e espere aparecer os ícones de ação:

Tarefa selecionada mostra os ícones de ação.

Depois arraste o ícone desejado: o Studio automaticamente vai te perguntar o tipo de evento, gateway etc., criar o objeto e estabelecer a ligação com a origem.

Vamos ajustar o processo:

  1. O dono do carro paga a taxa da inspeção.
  2. O dono do carro seleciona um posto de inspeção e agenda-a.
  3. O dono do carro leva o carro até o posto de inspeção na data marcada.
  4. O inspetor examina o carro.
  5. O carro foi aprovado?
  6. Não: emitir laudo, com as prováveis causas. O dono deve reagendar nova inspeção em no máximo 30 dias.
  7. Sim: emitir o selo para ser colado no para-brisa do veículo.
  8. Fim

Rascunhando esse processo no Studio teremos:

Rascunho 1.0

Cada tarefa foi nomeada similarmente ao item do processo, e a piscina foi chamada de Inspeção.

É isso! (O quê, achou que ia rodar tudo hoje?? Eu também estou aprendendo!)

No próximo post eu vou examinar o objetivo desejado e entender como esse diagrama vai virar uma vantagem de negócio para a Prefeitura ou para a Controlar.

Originally posted here – 

Desenhar o Processo IVA

Contact Now